07/07/2017

Road Trip – San Francisco + Portland | US

Oi, gente! Eu tô sempre indo e voltando e isso deve ser muito irritante para vocês (se é que alguém ainda lê meu blog). Em Novembro de 2016 eu fui numa road trip de Seattle para San Francisco sozinha! Sim, foram 13 horas dirigindo ALL BY MYSELF. Eu saí de Seattle numa quinta a noite e cheguei em San Francisco na sexta de tardezinha, tive que parar várias vezes pra descansar/comer/usar o banheiro.
Vocês acreditam que fiz xixi na beira da estrada enquanto chovia muito forte? Pois é. Não foi porque eu quis, eu precisava muito ir no banheiro e a próxima rest area (tem várias rest areas na estrada e todas têm uma estrutura muito boa com banheiros, etc) era muito longe. Na estrada sempre tem placas dizendo quando a próxima rest area será. Enfim, tive que parar ali mesmo, só mato em volta e chovendo muito e eu ali fazendo um xixizinho :D

Eu sozinha na estrada parando pra tirar umas fotinhas

É, teve neve!

Estrada <3

Quando cheguei em San Francisco fui direto pra um hostel, eu não tinha reserva mas liguei antes pra saber se era ok chegar em cima da hora e tentar pegar um quarto. Mesmo se não desse eu poderia dormir no carro já que tinha arrumado toda a parte de trás pra fazer isso. Meu amigo Gordon tava indo me encontrar lá, ele mora em Seattle também e teve que ir de avião porque ele trabalhava naquele dia. Sendo assim, eu precisei pegar um quarto para duas pessoas, a gente tinha a opção de quarto compartilhado que é com mais gente que não conhecemos ou de quarto privado que seria só pra gente. Claro que eu escolhi o quarto compartilhado porque além de ser mais barato teríamos a chance de conhecer mais gente de diferentes lugares! But guess what? Eles não tinham mais quartos compartilhados então ficamos num quarto privado pagando preço de um quarto compartilhado!

Desculpem a foto zoada hihi

Foto do espelho do quarto!

Esse hostel é o Green Tortoise, eu gostei muito da acomodação, organização e café da manhã deles. Sim, café da manhã é incluso. No geral é uma opção muito boa se você tá querendo economizar!
Quando o Gordon chegou nós fomos pra uma padaria Italiana que era super perto, comemos uma pizza e fomos pra um barzinho que era do lado do hostel. Nós dois estavámos muito cansados, principalmente eu que dirigi infinitas horas. Ficamos no barzinho por uma hora e voltamos pro hostel pra dormir.
Mencionei que saí de Seattle numa sexta, certo? Pois é, e eu tinha que estar de volta no domingo. Então no sábado acordamos em San Francisco, visitamos alguns dos principais pontos turísticos e seguimos pra Portland!

Eu e Gordon na Lombard Street!

Eu sendo turista!

Lombard Street é a rua mais “curvada” do mundo! Não consigo nem imaginar como deve ser difícil dirigir ou até mesmo estacionar nessa rua. Tem gente que mora lá (obviamente) e quando vi os carros estacionados fiquei imaginando o stress que a pessoa passa todo dia que chega do trabalho!

Gordon dando uma de modelo.

E eu também!

Claro que a gente teve que tirar foto na Golden Gate Bridge, né?
Tudo isso foi por volta das 7 da manhã e depois de visitarmos a ponte fomos em direção à Portland! Eu já estive lá inúmeras vezes e amo a cidade, o Gordon é de Seattle então obviamente ele esteve em Portland muitas vezes também. Portland é 3 horas de Seattle e nós achamos que seria melhor passar o domingo lá pra dar tempo de voltar antes do horário que teríamos que trabalhar na segunda.
Achamos um hotel aleatório pra passar a noite (não lembro o nome do hotel) que acabou saindo mais barato que o hostel em San Francisco! Nós pegamos um quarto com duas camas de casal, chegamos em Portland por volta da meia noite e fomos dormir. No dia seguinte visitamos um Japanese Garden e logo depois a Powell’s Books que é uma livraria independente. Se você ama ler você provavelmente passaria horas dentro desse lugar. Pensa num lugar enorme e maravilhoso! Eles vendem livros novos e usados então é possível encontrar livros muito baratos que estão praticamente novos. Eu não tirei foto lá :( fiquei muito distraída carregando vinte livros de uma vez. Mas vou colocar uma foto pra vocês:

Lado de fora da livraria! Foto achada aqui: http://www.independentpublisher.com/article.php?page=1670

Foto de dentro! Achei a foto aqui: http://nmra2015.sbcrailway.ca/node/1959

Essas são as fotos do Japanese Garden by the way:

Depois da livraria fomos num café que eu gosto muito! O Stepping Stone! Tudo lá é tão gostoso e barato, o ambiente é muito simples e confortável. Eu vou nesse café toda vez que visito Portland!
Como estava frio e chovendo eu escolhi uma chilli soup e o Gordon escolheu uma tomato soup!

Gordon! Comida! Stepping Stone <3

Claro que eu tava comendo uma sopa e bebendo um chocolate quente, né. Mas é claro.
Depois do Stepping Stone fomos comer Donuts! Eu não peguei um donuts no formato de um pênis, magina.

Oi. Me adiciona no Snapchat: nipadua.

Claro que eu esqueci de tirar foto do Voodoo Doughnut e por isso vou mostrar pra vocês fotos do Google! Haha

Lado de fora da loja! Foto por: http://www.mobileandmaking.com/2013/07/portland-made/portland-voodoo-donuts-voodoo-sign/

Dentro da loja! Foto por: site oficial http://www.voodoodoughnut.com/locations

Depois de comer doughnuts fomos de volta pra Seattle e outra semana de trabalho começou :( Pra ser sincera eu não gostei muito de San Francisco mas ao mesmo tempo não acho justo falar isso porque não tive muito tempo pra explorar a cidade. Quero voltar pra Califórnia assim que tiver a chance, já fui pra San Diego também mas foi pra passar só um fim de semana e foi BEM boring porque eu estava com meu ex e os amigos dele. Portland sempre estará no meu coração e é com certeza uma das minhas cidades favoritas <3 como eles mesmos dizem: Keep Portland weird.
Claro que tem vídeo da coisa toda também:

Espero que vocês tenham gostado desse post, me digam nos comentários se vocês querem mais posts como esse e eu com certeza vou falar sobre todos os lugares possíveis!

Tchau.

 

 

18/01/2016

Viagem: Fairbanks, Alaska

Primeiro de tudo: acabei de chegar em casa e já to escrevendo esse post porque não consigo esperar pra contar pra vocês sobre a minha viagem pro Alaska. Eu fui pra passar só um fim de semana porque é muito perto de Seattle (3h20min de vôo) e não dava pra deixar de ir enquanto eu tô morando aqui, né.
Eu e o Ben vínhamos falando há algum tempo sobre ir pra lá mas decidimos ir bem de última hora e sem planejar muita coisa, não façam isso! Mas nós nos divertimos, como sempre.
Escolhemos ir pra Fairbanks porque não é tão fim de mundo e dava pra ver a Aurora Boreal, que aqui eles chamam de Northern Lights também. Chegamos na sexta-feira quase 11pm, então praticamente chegamos e já fomos dormir. O sol nasce em torno de umas 10am e vai embora em torno de umas 4pm, posso estar falando bosta porque não olhei a hora que isso tava acontecendo, mas é basicamente isso. É inverno lá, então são pouquíssimas horas de sol.
Acordamos e fomos tomar café da manhã num lugar super bacaninha perto do nosso hotel. Ah, aliás, ficamos no Best Western que é 10min do aeroporto. O quarto não foi caro e é muito aconchegante, limpo e completo. Então, continuando, fomos pra esse lugar chamado College Coffeehouse e eu adorei. Primeiro: tomei um SUPER chocolate-quente-vulgo-amor-da-minha-vida com marshmallows e tudo o que eu tinha direito. Pedimos dois chocolates quente, um quiche de carne e um bagel com cream cheese e tudo saiu por SOMENTE $12.

Ben se deliciando com o chocolate quente

Ben se deliciando com o chocolate quente

Depois do café da manhã começamos a dirigir pro Chena Hot Springs. Aparentemente é lá onde tudo acontece. No caminho paramos num posto de gasolina porque tinha uns barrancos muito legais lá e o Ben queria escorregar nesses barrancos na neve hahaha fomos até o Walmart pra comprar um daqueles negócios de escorregar (que eu não tenho a mínima ideia de como é o nome em português)  e voltamos pra lá pra brincar. Brincadeira essa que me rendeu a maior vergonha ever porque eu não queria fazer isso de jeito nenhum, e depois me rendeu uma dor na bunda porque eu fiz isso e o negócio deu uns pulos enquanto eu tava descendo a ladeira. Tem gravado no vídeo que vou postar no final do post!

Nos barrancos do posto de gasolina

Nos barrancos do posto de gasolina

image

image

Depois disso continuamos dirigindo pro resort e quando chegamos lá compramos o tour pro Museu de Gelo, era legal ver todo aquele trabalho e era também muito bonito MAS se fosse mais de $15 eu não teria pagado pra ir, sério. E a gente tinha a opção de comprar um drink no copo de gelo e nós compramos, nada demais também e era o mesmo preço da entrada pro museu: $15. Ou seja: vai tomar no cu. Mas valeu a experiência.
image
image

os drinks

os drinks

image
image
image

Camas feitas de gelo e saquem só: as pessoas realmente pagam pra dormir nesse quarto. Sim, é possível.

Camas feitas de gelo e saquem só: as pessoas realmente pagam pra dormir nesse quarto. Sim, é possível.

Fomos jantar num restaurante dentro do resort e a comida era uma delícia e com o preço razoável, comemos bem e tudo saiu por $40 já com a tip. Não tem foto porque eu tava muito ocupada comendo. Assim que terminamos de comer fomos pra piscina natural que é do LADO DE FORA COM NEVE E TUDO MAIS. Pasmem: a piscina é quente. Mas é tipo, muito quente mesmo. Não tenho foto lá porque tem que ser muito fofa pra tirar foto a noite naquele frio, mas tá aí uma foto do Google pra vocês verem:

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Era uma delícia e a sensação é única. Eu me senti poderosa numa “piscina” no meio da neve e do frio de -25C. Fora que o cabelo de todo mundo congela, é muito engraçado, eu tava toda a rainha do gelo lá. Chegou uma hora que pra mim tava difícil de respirar porque a água é mesmo muito quente mas o ar é bem gelado. Valeu a experiência.
Saímos da piscina e descansamos um pouco pra depois tentar ir ver a Aurora Boreal. Vimos? vimos. Tem foto? Não tem porque era impossível de capturar com câmera do meu iPhone. Mas, provavelmente, é possível com uma câmera profissional.
No dia seguinte (domingo) fomos pra um brunch em um outro café na cidade, o lugar era uma gracinha e me lembrava casa de vó. Não tirei foto do lugar, mas tem foto da rua e de mim lá :D O nome é McCafferty’s. 1- eu esperava mais 2- achei muito caro porque comemos quase o mesmo tanto que no outro café e gastamos $20 3- to apaixonada pela senhora que atendeu a gente porque ela parece a minha vó e eu quero que ela me abrace.
image
image
Ficamos conversando por um bom tempo dentro desse café porque era realmente aconchegante. Depois disso fomos brincar na neve mais um pouco e achamos uma super hiper ladeira pra escorregar dessa vez. Eu quase me caguei toda mas fui uma vez com o Ben e foi bem divertido. Tava na hora de dar tchau :(
Dirigimos pro aeroporto tristes porque estávamos deixando outro lugar que amamos e felizes porque conhecemos mais um lugar no mundo! Vou postar o vídeo no próximo post. Desculpa ter iludido vocês.

Beijoooooooo